ADAPAR: CAMPANHA DE ATUALIZAÇÃO DE REBANHOS VAI ATÉ 30 DE JUNHO NO PARANÁ
segunda, 20 de junho de 2022

Precisam atualizar seus cadastros os criadores de bovinos, búfalos, cabras, ovelhas, suínos, cavalos, jumentos, mulas, galinhas e peixes


A Campanha de Atualização dos Rebanhos de 2022 já iniciou em Dois Vizinhos, e vai até 30 de junho.

A atualização é obrigatória para todos os produtores rurais com animais de produção de qualquer espécie sob sua guarda. Aqueles que não cumprirem a exigência ficarão impedidos de obter a Guia de Trânsito Animal (GTA), documento que permite a movimentação de animais entre propriedades e para abate nos frigoríficos.

Em Dois Vizinhos, o fiscal de defesa agropecuária, veterinário Ivan Junior Ascari, destacou que a realização da atualização é de extrema importância em função de possuir o controle dos rebanhos, voltado não só para a febre aftosa, mas para todas as espécies animais cadastradas junto à ADAPAR. E para que esses dados não caduquem e não se percam, essas campanhas são realizadas.
 

Outro tópico a considerar, é que a campanha ocorre apenas nesta época do ano e não mais em duas etapas, em maio e novembro, como na vacinação de bovinos e bubalinos contra aftosa.

A GTA somente será emitida após a atualização de todas as espécies animais existentes na propriedade (bovinos, búfalos, equinos, asininos, muares, suínos, ovinos, caprinos, aves, peixes e outros animais aquáticos, colmeias de abelhas e bicho da seda).


Em Dois Vizinhos os produtores podem fazer a atualização no sistema online pelo site da Adapar (www.adapar.pr.gov.br) e também presencialmente no escritório da Adapar, localizado na Rua Souza Naves, 77 (telefone: (46) 3536-8250, Sindicatos Rurais ou Escritório de Atendimento de seu município (prefeituras). A partir de 30 de junho, o produtor que não atualizar o rebanho estará sujeito a penalidades previstas na legislação.


O acesso ao sistema também está disponível de forma direta por meio do link www.produtor.adapar.pr.gov.br/comprovacaorebanho. Para fazer a comprovação, o produtor deve ter o CPF cadastrado.

Fonte: Assessoria de Imprensa