SECRETARIAS PEDEM CONSCIENTIZAÇÃO SOBRE DESCARTE IRREGULAR DE LIXO PRINCIPALMENTE EM BEIRAS DE ESTRADAS.
quarta, 23 de fevereiro de 2022

A conscientização e os cuidados com o meio ambiente é dever de todos, não apenas do órgão público.


Os problemas ambientais urbanos são um conjunto de fenômenos potencializados pela ação humana no meio. Eles culminam em graves impactos no ambiente terrestre.

A Secretaria de Agricultura juntamente com a Secretaria de Viação o Obras estão em constantes cuidados e atuação nas vias e encostas tanto da área rural quanto da área urbana.

Claro que estes cuidados não demandam apenas da Administração Municipal, mas sim de cada cidadão o qual tem o dever de manter o meio ambiente limpo e sem prejudicar a sobrevivência da fauna e  flora e de outras pessoas. Os impactos ambientais decorrente desse descuido, são de grandes proporções inclusive a longo prazo.

Um desses exemplos é o que foi observado, por várias vezes consecutivas, em algumas estradas vicinais que fazem a ligação entre a zona rural com a urbana. Como por exemplo, as fotos junto a esta matéria são referentes a dois pontos, sendo um deles referente a estrada com saída a comunidade da Fazenda Mazurana até a PR-473 destino Cruzeiro do Iguaçu, e outro caso é no prolongamento da Rua Laudelino Miola  estrada para Fazenda Mazurana passando pelo  Pesque pague Good Life até a PR-473. 

Em menos de uma semana no mesmo trecho foi observado o descarte clandestino de vários resíduos, como móveis e inservíveis além de demais lixos nas beiras das estradas tornando estes, não só um descaso com o meio ambiente mas também um criadouro e a proliferação de insetos vetores de doenças, como o Aedes aegypti, que causa a dengue, a zica e a Chikungunya, devido o possível acumulo de água.

Em um desses momentos a Secretaria de Agricultura do Município, teve que acionar o Corpo de Bombeiros, pois no local foi ateado fogo aos resíduos. Esta ação, devido a grande estiagem, pode ocasionar o início de outras queimada, por estar em meio a vegetação.

E nesta semana, novamente no mesmo trecho, um novo foco de lixo foi encontrado, neste caso contendo também documentos os quais foi possível abrir um boletim de ocorrência das possíveis pessoas  envolvidas nestes descartes irregulares.

“Lixo responsabilidade de todos, encaminhar ambientalmente correto responsabilidade de todos, lançar lixo clandestino em locais proibidos não permitidos é crime ambiental sujeito a prisão em flagrante sem fiança e também sujeito a multa”. (Clair  Antonelo – Gestor Ambiental e  Secretário dos Conselhos Municipais de Meio Ambiente e de Desenvolvimento Rural - CMMA e CMDRMA)

Claro, a Administração Municipal faz a sua parte a qual é responsável pela coleta do lixo domiciliar, ou seja, nas residências, e também da limpeza urbana nas ruas, varrição e coleta das vegetações e limpezas de ruas.

Há também a COLETA DAS EMBALAGENS DE AGROTÓXICOS, realizadas uma vez ao ano através da ARIAS - Associação dos Revendedores de Insumos do Sudoeste do Paraná, onde então a Prefeitura entra como apoiador, fomentador e fiscalizador na campanha e na conscientização, através dos Conselhos e da Secretaria.

Ainda há a COLETA DO LIXO RECICLÁVEL, feita através da Cooperativa de Catadores de Materiais Reciclados José Pedro Alves de Dois Vizinhos, feita no interior 4 vezes ao ano, onde o caminhão passa recolhendo estes resíduos em pontos em todas as comunidades rurais , dias e horários marcados em roteiro pre estabelecido,  CLIQUE AQUI E CONFIRA, isso divulgado pelas mídias e também encaminhado aos líderes das comunidades.

Por fim, há também as campanhas da prefeitura em parceria com os   Conselhos de Meio Ambiente onde recolhem os LIXOS ELETRÔNICOS que acontecem uma até duas vezes ano. Mas a campanha é uma conscientização da responsabilidade de todos sobre a questão de resíduos sólidos pela lei federal nº 12.305 de 02 de agosto de 2010 – Responsabildade compartilada.

Moveis e inservíveis não é competência da Prefeitura recolher, salvo quando é feita a Campanha, como a da Dengue.

Todo mundo gera o lixo,  o responsável é o gerador, deve encaminhar ambientalmente correto.

Fonte: Assessoria de Comunicação Social